USINA  MASCARENHAS DE MORAES
 
 

    A história da Usina Hidrelétrica Mascarenhas de Moraes, antes denominada Peixoto, começou em 1947, quando a Companhia Paulista de Força e Luz (CPFL) viu que a sua capacidade de geração não conseguia acompanhar o crescimento do mercado consumidor. Estudos realizados
no rio Grande indicaram os benefícios da construção de uma barragem para a regularização do rio.

    Em 1950, a CPFL conseguiu a concessão para construir a usina. Sete anos depois, duas unidades de 40 MW começaram a operar. Anos mais tarde, com a construção da Usina de Furnas, à montante, foi possível regularizar a vazão do rio e com isso aumentar a potência instalada da usina.

    Em1968 a Usina Mascarenhas de Moraes começou a gerar 476 MW, com  as suas dez unidades, . Em agosto de1973, por determinação da Eletrobrás, a usina passou a ser operada por Furnas.